By

Programação de Natal

By

Missas de Natal na sede dos Arautos em Recife

24 e 25 de dezembro de 2012

Menino Jesus com o hábito dos Arautos do Evangelho

Junto ao Presépio encontraremos a mais bela e eficaz manifestação do grande poder de Deus: Uma criança nascida para elevar, pela ação da graça, o gênero humano tão decaído pelo pecado.

Ali está a Bondade em essência, sob a roupagem de nossa débil natureza. Nela realizou-se um dos maiores desígnios da Trindade Santíssima em relação aos habitantes deste vale de lágrimas.

Deus Se pôs ao alcance de nossa inteligência. Quem poderia imaginar um meio mais excelente de comunicação entre Criador e criaturas?

(Mons. João Clá Dias, O inédito sobre os Evangelhos, Vol. V p. 118)

Lembrando a noite, bendita entre todas, em que nasceu o Salvador da humanidade, os Arautos do Evangelho realizaram a Missa do Galo na sua sede em Recife – PE. O celebrante, Pe. Célio Casale, EP, trouxe no cortejo a imagem do Menino Jesus, a qual foi colocada entre as imagens de Nossa Senhora e de São José. No início da Missa foram cantadas as “Kalendas”

Octavo Kalendas Ianuarii. Luna undecima.

 Innumeris transactis saeculis a creatione mundi, quando in principio Deus creavit caelum et terram et hominem formavit ad imaginem suam;

 Per multis etiam saeculis, ex quo post diluvium Altissimus in nubibus arcum posuerat, signum foederis et pacis;

 A migratione Abrahae, patris nostri in fide, de Ur Chaldaeorum saeculo vigesimo primo;

 Ab egressu populi Israel de Ægypto, Moyse duce, saeculo decimo tertio;

 Ab unctione David in regem, anno circiter milesimo;

 Hebdomada sexagesima quinta, juxta Danielis prophetiam;

 Olympiade centesima nonagesima quarta;

 Ab Urbe condita anno septingentesimo quinquagesimo secundo;

 Anno imperii Caesaris Octaviani Augusti quadragesimo secundo;

 Toto Orbe in pace composito, Iesus Christus, aeternus Deus aeternique Patris Filius, mundum volens adventu suo piissimo consecrare, de Spiritu Sancto conceptus, novemque post conceptionem decursis mensibus, in Bethlehem Iudae nascitur ex Maria Virgine factus homo:

 Nativitas Domini Nostri Iesu Christi secundum carnem.

TRADUÇÃO

Vinte e Cinco de Dezembro. Décima primeira Lua.

Tendo transcorrido muitos séculos desde a criação do mundo, quando no princípio Deus tinha criado o céu e a terra e tinha feito o Homem à sua imagem;

E muitos séculos, depois do dilúvio, quando o Altíssimo tinha feito resplandecer o arco-íris, sinal da Aliança e da Paz;

Vinte e um séculos depois da saída de Abraão, nosso pai na fé, de Ur dos Caldeus;

Treze séculos apósa saída de Israel do Egito, sob a guia de Moisés;

Cerca de mil anos depois da unção de David como rei de Israel;

Na sexagésima quinta semana, de acordo com a profecia de Daniel;

Na época da centésima nonagésima quarta Olimpíada;

No ano setecentos e cinqüenta e dois da fundação da cidade de Roma;

No quadragésimo segundo ano do Império de César Otaviano Augusto;

Quando em todo o mundo reinava a paz, Jesus Cristo, Deus Eterno e Filho do Eterno Pai, querendo santificar o mundo com a sua vinda, tendo sido concebido por obra do Espírito Santo, tendo transcorrido nove meses, nasce em Belém da Judeia da Virgem Maria, feito homem:

Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo a natureza humana.

No dia seguinte, grande número de fiéis participou da Missa do Dia de Natal. Na homilia, o sacerdote, comentando o Evangelho do dia (Jo 1, 1-18), afirmou: “Nosso Senhor veio trazer a luz para o mundo. Como estamos recebendo essa luz? Que não sejamos do número dos que não a acolheram, mas sim dos que a receberam e, por isso, se tornaram filhos de Deus”

Os Cooperadores e famílias dos jovens que participam das atividades dos Arautos participaram de um jantar comemorativo de Natal.