By

Aviso

13 de fevereiro de 2020

Infelizmente não haverá Missa nesse sábado, dia 15 de fevereiro, devido aos blocos de carnaval que passam pelo bairro, tornando difícil o acesso dos fiéis.

By

Missa Solene em honra a Nossa Senhora de Lourdes

10 de fevereiro de 2020

Amanhã (11/02) teremos Missa Solene em honra a Nossa Senhora de Lourdes, às 19:30. Haverá bênção para os enfermos. Participe conosco.

Endereço: Estrada Real do Poço, 191 – Poço da Panela/Recife.

By

Solenidade da Imaculada Conceição de Maria

08 de dezembro de 2018

É com grande alegria que convidamos você e sua família para a Missa em honra à Imaculada Conceição de Nossa Senhora, dia 08 de dezembro às 18h30.
Neste dia tão solene, um grande número de fiéis irá se consagrar a Jesus pelas mãos de Maria, segundo o método de São Luís Grignion de Montfort.
Participe conosco desse momento especial.

By

Missa no Monte das Tabocas

18 de julho de 2018

Estando alguns dias em Recife para dar assistência religiosa à sede dos Arautos do Evangelho, o Pe. José Roberto Polimeni, EP, celebrou uma Missa no Monte das Tabocas, na vizinha cidade de Vitória de Santo Antão.

O Monte das Tabocas foi palco da primeira batalha da Insurreição Pernambucana, em 3 de agosto de 1645. Nessa batalha os luso-brasileiros, muito inferiores em armamentos, obtiveram uma impressionante vitória contra os invasores holandeses.

Narra Diogo Lopes Santiago, historiador da época que, depois de horas de batalha e tendo infligido pesadas baixas aos invasores, os luso-brasileiros se viram encurralados no alto do monte. “Estava a coisa muito ameaçada de perder-se se o Céu não acudia”.

“Senhor Deus, Misericórdia. Irmãos, digamos todos uma Salve Regina à Virgem Mãe de Deus”. Enquanto todo o exército rezava com fervor essa oração, os calvinistas holandeses, tomados de indescritível pânico, começaram a fugir, em grande confusão, enquanto os nossos bradavam: “Vitória!”

No dia seguinte, muitos holandeses aprisionados contaram que, no auge da batalha, viram caminhar entre os católicos uma Mulher muito formosa, com um Menino nos braços; e, junto a Ela, um venerando ancião vestido de branco. Eles davam armas, pólvora e munições aos nossos soldados, sendo tal o resplendor lançado pela Mulher e pelo Menino, que lhes cegava os olhos. Essa visão cau­sou-lhes tanto terror, que se retiraram logo em grande confusão.

%d blogueiros gostam disto: