By

Tudo se reflete nos olhos…

06 de Novembro de 2013

 Imaginemos que estamos em uma biblioteca folheando umas páginas de um livro velho que encontramos no fundo de um armário pouco usado. De repente, nos deparamos com uma figura de um anjo conversando com um homem. Aquilo nos deixa um tanto perplexos e nos aventuramos a ler uma ou duas páginas do livro que faz referência àquela foto.

Após breves minutos de leitura, entendemos o significado de tal imagem. Era um anjo que veio à terra dar ao dito homem um dom que pertence somente a Deus: o de ler os pensamentos. Logo, imaginamos com seria bom se recebêssemos esse dom também.

Todavia, o egoísmo se apossa de nós, pois todos nós queremos ler os pensamentos dos outros, mas não queremos que os nossos sejam revelados de nenhuma forma…

*          *          *

Contudo, todos nós sabemos que não é possível que um homem veja o que se passa no interior de outro. Entretanto, Deus nos deixou uma espécie de “janela” por onde se é possível dar uma pequena espionada no interior de nosso próximo: os olhos.

Já é conhecido de todos o velho ditado: “Os olhos são as janelas da alma”. É através dos olhos que grande parte do que se passa em nosso interior é revelado, sem o nosso consentimento, para aqueles que nos rodeiam. É praticamente impossível esconder quando recebemos uma boa ou má notícia. Aquilo fica, como que, estampado em nossa fisionomia.

Pio XII  em sua alocução aos membros do 1º Congresso Latino de Oftalmologia afirmava que: “Tudo se reflete nos olhos: não só o mundo visível, mas também as paixões da alma. Mesmo um observador superficial descobre neles os mais variados sentimentos: cólera, medo, ódio, afeto, alegria, confiança ou serenidade. O jogo dos diversos músculos do rosto encontra-se de algum modo concentrado e resumido nos olhos, como num espelho”

*          *          *

Nos ensina ainda o Divino Mestre que “o olho é a luz do corpo. Se teu olho é sadio, todo o teu corpo será iluminado. Se teu olho estiver em mau estado, todo o teu corpo estará nas trevas” (Mt 6, 22-23)

Ao ler estas breves palavras, mas cheias de ensinamentos de Nosso Senhor Jesus Cristo, pergunto: como estou eu em matéria de olhares? Em que estado se encontra meu corpo? Iluminado ou em trevas?

Este tão elevado sentido da visão pode ser para nós motivo de salvação ou de perdição. Nosso Senhor e Redentor nos adverte que: “se teu olho te leva ao pecado, arranca-o e lança-o longe de ti: é melhor para ti entrares na vida cego de um olho que seres jogado com teus dois olhos no fogo da Geena”. (Mt 18,9)

Por isso, caro leitor, evitemos toda e qualquer espécie de pecado. Nos momentos de dificuldade, lembremo-nos dos santos que passaram por esta vida com os olhos fixos em Jesus, por isso, seus corpos eram iluminados na terra e agora mais ainda no céu.

Tomemos, pois, cuidado para que os males, à maneira dos ladrões, nunca entrem por estas “janelas” e nos roube o nosso mais precioso tesouro: a graça de Deus.

Se teu olho é sadio, todo o teu corpo será iluminado…

¹PIO XII. Alocução, 12/06/1954.

Por Diego Maciel

Leia outros artigos da Seção Nova et Vetera

3 Responses to Tudo se reflete nos olhos…

  1. concordo plenamente que o olhar define tudo o quanto sentimos,pois mesmo quando estamos em ambiente de alegria quando nossa alma doi e chora por algo que não conseguimos resolver,nosso olhar transmite toda tristeza de nosso interior

    • Diego Maciel says:

      Conceição, é exatamente isso que acontece, mas o pior é quando o olhar deixa transparecer que a alma não está na graça de Deus. Muito diferente dos olhares dos santos acima…

  2. Olhar diz tudo sobre o nosso interior

Por favor, deixe um comentário