By

O astro divino

É de São Francisco de Sales esta afirmação: “Entre as práticas da religião, a Eucarístia é o Sol entre os astros”. Verdade evidente que salta aos olhos, e esses mesmos olhos que não conseguem fixar o sol, mas que podem pousar sem dificuldades na brancura acolhedora do Plano de Vida. 

 

view.jpg

Todas as coisas criadas refletem algum aspecto do Criador, mas nunca conseguiram abraça-lo por inteiro. Nem a esplendorosa beleza de uma aurora boreal, nem a grandeza de um mar bravio, nem a força irresistível de um leão… nada poderá nos dizer com precisão o que é a essência divina, embora com algumas sugestões. Exemplifiquemos como o sol, aplicando suas qualidades a Eucaristia, veremos analogias e diferenças dignas de nota:

 

1. O sol é um monarca absoluto que está no centro do nosso sistema planetário, fazendo com que tudo gire em torno de si. Igual a Jesus na Eucaristia, que é a fonte, o centro e o cume de toda a vida cristã;

2. O sol gera luz, calor e vida. O que seria da Terra sem estes atributos? De igual maneira, o que seria da Igreja sem a presença real? Seria tão frio quanto o clima do Polo Norte e a escuridão que provoca desvios, caidas e morte;

3. O magnetismo do sol potencializa a vida e o movimento das coisas. Também a Eucaristia que vivifica as almas e as comunidades. Santo Inácio de Antioquía a chamava de “Remédio da Imortalidade”;

4. Apesar de estar a 150 milhões de quilômetros da Terra, o sol é a estrela que mais está perto de nós. Como Cristo, infinitamente superior e distante de nós e também tão próximo e tão intímo, já que se fez carne e pão;

5. O sol é a única estrela que se pode ver a olho nú. Também Jesus Eucarístico que, sendo um Deus imaterial e invisível, se deixou ver na encarnação e insinua os nossos sentidos sob as sagradas espécies;

6. A visibilidade do sol determina o dia e a noite e os eclípses que podem ser total, anual ou parcial. Assim se passa também com as pessoas: se iluminam ou se ofuscam em função da proximidade do sol eucaristico;

7. Dizem os estudiosos que o sol se formou há cinco milhões de anos e que tem combustível para durar outros tantos. Esta apreciação nos aproxima da ideia da eternidade de Deus e de sua permanência na Igreja mediante a Eucaristia;

8. Todos os elementos químicos terrestres foram identificados na constituição do astro rei que, por sua vez, contém mais de 99% de toda a matéria do sistema solar. É o que nos dizem os cientistas. Por sua vez, a teologia nos ensina que Cristo é o centro e síntese do Cosmos e que por Ele, tudo foi feito. A Eucaristia o contém em toda forma de ser;

9. O sol absorve matéria perpetuamente e atrae e funde asteróides e cometas como a Eucaristia que faz com que muitas pessoas se unam a Ele em todos os momentos. Ao dar-se em alimento, nos assume como o sol aos cometas;

10. A energia que geramos é luz solar acumulada. Do mesmo modo, as obras meritórias que fazemos são simplesmente, o resultado do dom de Deus que se comunica a nós, especialmente pela Eucaristia. O mistério eucaristico faz as pessoas serem fecundas em seu trabalho como cristãos, como o sol é capaz de se mover com sua energia, inumeráveis sistemas de produção;

11. Olhar para o sol diretamente provoca cegueira, da mesma maneira que ver a aparição de Deus nos levaria à morte. Mas neste momento, com a Eucaristia, é diferente, porque olhar para o Santíssimo Sacramento, em sua misteriosa e fecunda realidade vivifca.

12. O sol está perpetuamente abastecido por uma fusão nuclear de átomos que se repelem entre si. Analogicamente, a vida divina das Pessoas da Santíssima Trindade constituem uma unidade mais íntima da que os batizados participam, sobretudo no momento da comunhão sacramental;

13. Aparentemente no perímetro do sol entrariam 1 milhão de Terras. No sacramento do amor cabem todos que recorrem a Ele. O número milhão é figura da humanidade inteira que foi comparada ao Sangue de Cristo oferecido no Cenáculo e derramado no Calvário; 

14. A energia que o sol produz em um segundo seria maior do que foi utilizada por toda a civilização humana através dos tempos. Não é esta a imagem da onipotência de Deus que se manifesta em sua providência e especialmente na Eucaristia que se faz realidade aquilo que “não sou eu quem vivo, é o Cristo que vive em mim”?;

 

view2.jpg

15. Os efeitos da temperatura e da alta pressão do sol, bem como sua carga elétrica e sua energia indutiva, são uma pálida imagem da essência e o poder divinos, do que se faz Cristo a partir do altar, o sacrário e a custódia, literalmente tudo;

 

16. De vez em quando acontecem tempestadas solares sobre a superfície do sol que afetam as comunicações e toda a vida da sociedade. Um pouco como o Coração Eucarístico de Jesus, cuja existência guiam e orientam os destinos do mundo;

17. Para evitar os efeitos excessivos dos raios solares na pele fraca, utilizamos bloqueadores solar. Para disponibilizar a nossa alma para receber o Sol da Justiça, nada melhor do que uma boa confissão. Porém não são apenas os nossos pecados que impedem a plena identificação com Cristo, é também a nossa insuficiência. O homem sábio diz: “como o mel é prejudicial a quem o come demais, aquele que começa a controlar sua majestade será oprimido por sua glória;

18. O mar, a areira, a neve e outros materiais da terra acolhem os efeitos do sol e por sua vez o projetam. De maneira semelhante, o mistério eucaristico permeia tudo na vida da Igreja para iluminar e conduzir os fiéis a Cristo ressuscitado, presente na Hóstia;

19. O sol tem qualidades terapêuticas. Os médicos dizem que as pessoas deprimidas ficam melhores no sol porque a sua luz estimula a produção de melatonina, o hormônio do humor… e o “pão do céu” contém em si, todo o deleite, como diz a invocação. A eucaristia é o melhor estimulante. O homem de bom humor é tão insignificante ao lado da alegria sobrenatural!;

20. O sol tem seus segredos; muito se sabe sobre ele, mas muito mais se desconhece. Assim se sucede com o mistério que celebramos e adoramos.

Padre Rafael Ibarguren – EP 

Assistente Eclesiástico das Obras Eucarísticas da Igreja

Madri, 1 de março de 2012

Cadastre-se e receba em seu e-mail notícias sobre as atividades dos Arautos e convite para futuros eventos.

Por favor, deixe um comentário