By

Novos Cooperadores dos Arautos do Evangelho

29 de novembro de 2014

Os Arautos do Evangelho tiveram a grande alegria acolher como membros desta associação 5 novos cooperadores . São eles provenientes da capital pernambucana e de Maceió – AL.

As cerimônias se desenrolaram entre os dias 22 e 27 do presente mês e contou com a presença de inúmeros Cooperadores oriundos de outros estados do Nordeste.

Os Cooperadores dos Arautos do Evangelho são leigos casados ou solteiros, sacerdotes diocesanos ou membros de outras associações que, além de observarem os preceitos e deveres próprios a seu estado, esforçam-se por viver em conformidade com o carisma e a espiritualidade dos Arautos do Evangelho, dedicando o seu tempo livre e se comprometendo a cumprir certas obrigações.

Os novos cooperadores foram recebidos durante uma Celebração Eucarística em louvor a Nossa Senhora das Graças (festa que comemoramos nesta presente data: 27 de novembro), na sede dos Arautos do Evangelho de Recife – PE, presidida pelo Pe. Célio Casale, EP.

By

Homenagem às Mães

18 de maio de 2014

No mês de maio a comemoração das mães têm destaque relevante, sobretudo, levando em consideração a venerabilidade dada à Nossa Senhora, a Rainha das Mães. Por isso, neste último domingo, dia 18 de maio, na casa dos Arautos do Evangelho foi realizada a “Homenagem às mães”.

 A programação teve inicio com o solene cortejo  entronizando a Imagem de Nossa Senhora de Fátima. Logo em seguida teve início a Celebração Eucarística, especialmente oferecida por todas as mães presentes.

A apresentação musical oferecida pelos jovens do “Projeto Futuro e Vida”  à suas mães teve inicio logo após a coroação da Imagem Peregrina do Imaculado Coração de Maria, que foi feita por duas mães que representaram todas ali presentes. A apresentação contou com as seguintes músicas:

  1. Kindersinfonie (Sinfonia dos Brinquedos) – Johann Georg Leopold Mozart  (1719-1787);
  2. Alter Marsch – Marcha tradicional Austríaca;
  3. Solo de Percussão;
  4. Hallelujah Chorus – Georg Friedrich Händel (1685-1759);
  5.  Oh Santa Mãe de Deus (melodia francesa Apell a La mission – Cantigas de São Luís M. Grignion de Montfort, séc. XVII);
  6. Luar do Sertão – Catullo da Paixão Cearence (com letra adaptada para as mães).

Apenas deixamos uma parte da letra para que possam degustar um pouco das graças recebidas neste dia:

 Não há nada mais belo

Que um coração materno

Que um Deus se fez menino no

regaço de sua Mãe. /

Oh Santa Mãe de Deus,

Te peço com fervor…

A mãe que Tu me deste,

guardai com todo o amor!/

Oh Deus ouvi meu canto

De amor e gratidão

Bendiz as mães do mundo,

te imploramos oh senhor./

Termin’esta  canção

E te peço ó minha mãe

Que sejas o espelho,

de Maria Mãe das Mães.

By

Retiro de Carnaval

Retiro de Carnaval (1° a 5 de Março)

Nestes dias de Carnaval os jovens participantes do Projeto Futuro & Vida puderam viver dias inesquecíveis, pois os Arautos do Evangelho promoveram um Retiro em Aldeia.

Os cinco dias que passamos juntos foram repletos de graças especiais que são enviadas pela Santa Mãe de Deus àqueles que se reúnem sob a sua proteção.

Esse encontro foi marcado por uma sequência de exposições, especialmente preparadas para as novas gerações, sobre a Santa Missa. Ministradas pelo Pe. Louis Goyard EP, secretário geral da Sociedade de Vida Apostólica Virgo Flos Carmeli e professor do ITTA (Instituto Teológico São Tomás de Aquino) as reuniões explicaram a história da Missa, seus diversos e belíssimos simbolismos. E como para valorizar mais algo é necessário conhecer mais sobre esse algo, com esse estudo todos puderam cresceram na devoção a essa oração.

Por exemplo alguns desses simbolismos que encantaram a todos foram o “Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo” e todos respondem “tende piedade de nós” e assim repetem três vezes ( sendo que a última resposta é “dai-nos a paz”). A resposta remete à passagem da escritura em que um cego, no meio da multidão que envolvia o Redentor, gritava: “Jesus filho de Davi tende piedade de mim” e o simbolismo é que assim como o cego não via a Nosso Senhor, nós também não o vemos, pois ele se oculta nas espécies eucarísticas, mas pedimos piedade para um dia o ver.

Outro símbolo que a Santa Madre Igreja em sua sabedoria ­inseriu na missa e que representa o próprio Cristo são o altar, o ambão e a sede. Mas o que esses elementos têm a ver com o Salvador? O altar representa Nosso Senhor enquanto sacerdote, ou seja, aquele que oferece o sacrifício, e esse sacrifício não é, senão, ele mesmo. Já o ambão nos lembra Nosso Senhor como aquele mestre com “M” maiúsculo, que ensinava às multidões e até hoje suas lições chegam aos nossos ouvidos e aos nossos corações. O terceiro elemento é a sede que nos lembra um trono, e que apresenta o Divino Redentor como o rei de toda a criação, aquele que governa todo o universo.

Além de toda a formação doutrinária, orações, adorações ao Santíssimo Sacramento e Santas Missas, os rapazes participaram de diversos jogos onde puderam gastar suas abundantes energias e exercitar seu espírito de equipe.

O último dia apesar de ser o início da quaresma foi de uma singela alegria, um pequeno oratório de Nossa Senhora de Fátima foi dado pelas mãos do Pe. Louis, como lembrança das graças recebidas nestes dias. E concluindo o Retiro, foi celebrada na Sede dos Arautos do Evangelho a Missa de Quarta-feira de Cinzas, que nos introduziu no recolhido espírito quaresmal.