By

Pode haver um ouro preto?

26 de Julho de 2013

          A epopeia dos jovens dos Arautos do Evangelho pelo Brasil ainda não acabou. Mas, agora os rapazes se veem cheios de perplexidades, pois quando chegaram a uma das mais famosas cidades históricas do país, se depararam como a seguinte inscrição: Bem-vindos a Ouro Preto! Logo um dos integrantes do grupo indagou:

          – Como assim?! Por acaso pode haver um ouro preto?

          Não tardou muito em nos vir uma resposta convincente para tal problema. O nome desta cidade se dá pelo fato de que o ouro encontrado nesta região, vinha envolto por uma camada de Paládio, substância de deixava o ouro um tanto escurecido.

            Depois tal acontecimento, fomos conhecer os belos edifícios que nos fazem lembrar um pouco como era o Brasil na época do Império. As igrejas em estilo Barroco tão comum nesta região foram alvo de grande admiração da parte de todos. Estas são todas banhadas a ouro, com imagens entalhadas em madeiras nobres, com vestidos bordados, cabelos naturais, etc. Isso tudo é só para deixar os nossos caros leitores com “água na boca”, pois não nos era permitido fotografar…

           Após o almoço demos um pulinho em Congonhas do Campo (MG). Lá pudemos conhecer uma das obras primas do tão renomado escultor Francisco Antônio Lisboa, mais conhecido como o Aleijadinho. Logo na entrada do Santuário do Bom Jesus de Motosinhos nos deparamos com doze imagens representando os profetas do Antigo Testamento.

Por favor, deixe um comentário