By

Bênção da Fogueira na Noite de São João

          18 de Junho de 2013

By VDias

          O Documento de Aparecida nos ensina que a religiosidade popular é “o precioso tesouro da Igreja Católica na América Latina”.[Devemos] “promovê-la e protegê-la. Essa maneira de expressar a fé está presente de diversas formas em todos os setores sociais, em uma multidão que merece nosso respeito e carinho, porque sua piedade ‘reflete uma sede de Deus que somente os pobres e simples podem conhecer'”. (DA 258)

          Continua o texto: “Entre as expressões dessa espiritualidade contam-se: as festas patronais, as novenas, os rosários e via-sacras, as procissões, as danças e cânticos do folclore religioso, o carinho aos santos e aos anjos, as promessas, as orações em família”. (DA 259)

          No próximo dia 24 estaremos recordando o nascimento de São João Batista, o precursor de Nosso Senhor Jesus Cristo. Aquele que “foi, em suma, uma figura ímpar na história de Israel. (…) Dentre todos os profetas do Antigo Testamento, só ele teve a incomparável glória de encontrar-se pessoalmente com o Divino Salvador e apontá-lo em termos inteiramente claros: ‘Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo’ (Jo 1,29)” (Revista Arautos do Evangelho nº 120, p 14)

          Apresentamos aos nossos leitores o belo cerimonial da bênção da fogueira na noite de São João. Tal benção encontra-se no RITUAL DE SACRAMENTOS E SACRAMENTAIS editado pelo Secretariado Nacional de Liturgia da CNBB em 1965. No texto de apresentação deste, o então Secretário Nacional de Liturgia, Dom Clemente Isnard, OSB, assim se exprimia: “Na assembleia geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, em Roma, ao ser promulgadas, em dezembro de 1963 a Constituição Sacrosanctum Concilium, o nosso Episcopado decidiu introduzir o uso da língua vernácula nas partes permitidas da Missa e administração dos Sacramentos e Sacramentais. (…) Oxalá o uso destas versões contribua eficazmente para que os fiéis, acendendo aos Sacramentos numa iniciativa de Fé, participem ativa, consciente e mais facilmente das ações litúrgicas.

Bênção da Fogueira na noite de São João Batista

(Rit. Rom, tít. IX, cap III, 13)

 V. A nossa proteção está no nome do Senhor.

R. Que fez o céu e a terra.

V. O senhor esteja convosco.

R. E contigo também.

Oremos

Senhor Deus, Pai todo-poderoso, luz inextinguível e criador de toda luz, santificai + este fogo novo e dai-nos, um dia, após as trevas desta vida, que possamos, puros de coração, chegar a vós, luz inextinguível. Por Cristo, nosso Senhor.

R. Amém.

Asperge a fogueira com água benta. Em seguida:

Hino

 Doce sonoro, ressoe o canto.

Minha garganta, faça pregão.

Solta-me a língua, lava-me a culpa,

Ó São João

 Anjo no templo, do céu descendo,

Teu nascimento ao pai comunica,

De tua vida preclara fala,

Teu nome explica.

Da mãe no seio, calado ainda,

O Rei pressente num outro vulto,

E à mãe revelas o alto mistério

Do Deus oculto

Louvor ao Pai, ao Filho unigênito,

E a ti, Espírito, honra também,

Dos dois procedes, com eles sendo

Um Deus, amém.

V. Houve um homem por Deus enviado.

R. João era seu nome

Oremos.

Deus que nos concedeis este dia, para honrarmos o nascimento de S. João Batista, dai a vosso povo a graça da alegria espiritual e dirigi o coração dos vosso fiéis no caminho da eterna salvação. Por Cristo, nosso Senhor.

R. Amém.       

Por favor, deixe um comentário